TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Digital clock - DWR

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Glamour e trabalho.

Graças a Deus ninguém é dono da verdade ou sabe tudo, apesar de ainda encontrarmos varias figuras que teimam em se achar acima do bem e do mal não adiante negar, somos todos seres falhos e a cada dia de nossas vidas procuramos melhorar e nos capacitar para as mais variadas tarefas que acabamos por acumular no decorrer de nossas vidas.
Mas quando ocupamos um cargo onde representamos um numero considerável de outras pessoas algumas declarações e comportamentos devem ser levados em consideração, é a tal “Liturgia do Cargo”.
A Liturgia do Cargo nada mais é do que o comportamento cerimonioso e respeitoso que certos postos impõem a seus ocupantes.
Desta forma mesmo sendo seres falhos quem ocupa cargo de representação deve tomar certos cuidados para não desrespeitar o cargo ou as pessoas a quem ele representa.
E dentro de uma estrutura social de uma cidade do porte de Campos do Jordão a mais importante e forte associação do terceiro setor é a ACE (Associação Comercial e Empresarial) mais importante porque é a reunião dos empresários da cidade, das pessoas que geram a riqueza, que abrem postos de trabalho, enfim alavanca o crescimento da cidade e mais forte porque é a camada da população que detém o poder econômico em suas mãos.
Tendo por principio as considerações acima muito me espantou a matéria veiculada no ultimo informativo da ACE sob o seguinte titulo
"Lei Cidade Limpa tem necessidade de readequações" .

É espantoso que a união das pessoas mais bem sucedidas da cidade ainda não tenha se atentado ao fato que a política tem influencia decisiva no dia-a-dia das empresas sejam por leis fiscais, comuns ou pelas chamadas leis de postura. Desta forma a presença de um representante da entidade dentro da câmara em todas as seções é uma necessidade e não um luxo.
O projeto que esta causando tanto transtorno foi discutido, votado, aprovado e sancionado a mais de um ano e somente hoje quando o MP da cidade exigi sua aplicação é que a entidade e seus associados se deram conta se sua existência?
A Liturgia do Cargo se aplica neste caso quando sua diretoria diz em seu artigo que: “a administração municipal já deveria ter informado os estabelecimentos comerciais, orientando e fiscalizando”.
Ora cara pálida qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento sabe que o cidadão não pode alegar ignorância da lei para justificar a sua transgressão.
E olha que isso está bem claro no artigo 3º da
Lei de Introdução ao Código Civil Brasileiro instituído em 1942, há 68 anos atrás e que diz exatamente assim: “Art. 3° - Ninguém se escusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece”.
Desta maneira quando uma diretoria de um dos mais importantes, influentes e organizados grupos da cidade vem a publico e diz que não tinha conhecimento suficiente a respeito de uma lei que interfere radicalmente no dia-a-dia dos empresários por eles representados, lei esta que esta em vigor a mais de um ano, em minha humilde opinião é sim um desrespeito com os cargos por eles ocupados e um desrespeito para com os seus associados.
O debate a respeito da lei proposto pela entidade neste informativo apesar de ser legitimo deveria ter sido realizado quando de sua propositura e sua votação em plenário há um ano atrás.
Hoje “Inês é morta” a
Lei Cidade Limpa já foi aprovada e promulgada e o que o cidadão de bem exige é que mesmo a contra gosto ela seja cumprida, enfim... Menos glamour e mais trabalho.
Reginaldo Marques.


2 comentários:

  1. Déborah o grande problema é que quando lutamos para de alguma maneira melhorar a qualidade política da cidade acabamos ficando neste dilema.
    Se os que ai estão hoje não são competentes para nos representar teremos de encontrar novas alternativas.
    Daí começa a surgir vários e vários nomes que a priore até parece que realmente serão o diferencial, mas quando pegamos estes deslizes estes verdadeiros vacilos administrativos ficamos com um gosto amargo na boca já antecipando aquela grande enxaqueca que ivarialvelmente teremos se mais uma vez colocarmos lá os carinhas bonitas ou os caras que o povão gosta.
    O que me deixa injuriado não é a falta de noção da galera que se acha o maximo só pq ocupa um cargo e frequenta as reuniões sociais e políticas na cidade. O que me injuria é que eles realmente acreditam que estão lá por merecimento e competência eles realmente se acham os melhores no que fazem.
    Déborah é incrível, mas na cidade ninguém se prepara para ocupar cargo de direção.
    O camarada vira prefeito, vereador, secretario, presidente de associação, chefe de departamento, presidente de partido, ou seja, lá o que for e não se prepara, não investe em conhecimento na área que escolheu.
    A cidade esta cheia de zé ruelas ocupando cargos de extrema importância para o crescimento da cidade.

    ResponderExcluir
  2. Regi eu acho vc um cara super inteligente,gosto muito dos seus pontos de vista e da maneira como vc ve as coisas sempre concorgo plenamente.
    Vc consegue sempre resumir em poucas linhas tudo

    ResponderExcluir