TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Digital clock - DWR

terça-feira, 10 de setembro de 2013

NÃO QUERO PARTIDO, EU QUERO INTEIRO!


Neste momento vou me despir da política partidária para fazer junto com todos os leitores deste blog, uma reflexão sobre a vinda dos médicos cubanos para o Brasil. 
Meu primeiro partido de filiação foi o PT, a mais de duas décadas,  era um partido de estudiosos empenhados e extremamente preocupados com os rumos que o pais tomaria, participei de inúmeras palestras, seminários, conferências, encontros, reuniões e cursos de formação política com personalidades (os então intelectuais do PT). Em uma destas viagens me lembro de um discurso do então presidente Lula, dizendo que os brasileiros precisavam ser mais patriotas, deveriam sentir orgulho de sua pátria. Como em todos os encontros com o Lula,  este foi mais um em que saímos animados e reflexivos, afinal nascemos em um pais que tem uma diversidade cultural tão grande que muitas vezes quando vamos de um estado a outro mais parece que estamos entrando em outro pais, de qualquer maneira era muito bom de se ouvir  um governante como ele fazer um explanado sobre a importância do patriotismo naquele momento.

O que eu nunca poderia imaginar é que 10 anos depois, desvinculada do partido,  o pais passando por uma severa crise de consciência moral, a população saturada dos escândalos políticos de diversos partidos, a saúde publica agonizando, os médicos trabalhando sem recursos, a população mobilizada nas ruas do pais inteiro, repudiando bandeiras políticas, o caos se instalando momento a momento, finalmente a presidente Dilma vem a publico fazer o pronunciamento que deveria ser o antídoto para todo o mal, eu parei o que estava fazendo para ouvir,  assim como milhares de brasileiros fizeram, e na seqüência a surpresa,  eu acabaria de ouvir o discurso mais xoxo que já havia ouvido na vida.

Quando a presidente tomou esta decisão,  automaticamente ela fez uma serie de outras afirmações, como por exemplo; - Culpou nossos médicos pela má gestão e administração dos recursos públicos para a saúde, chamou a todos de incapazes e incompetentes,  se esquecendo que ela e o ex presidente Lula(o patriota), tiveram um câncer curado em hospitais brasileiros e cuidados por médicos brasileiros, a nossa presidente quando tomou a decisão de trazer os médicos cubanos para o Brasil, reduziu a pó universidades como USP, UNICAMP entre tantas outras.

Entendo perfeitamente o intercambio, a troca de experiências é absolutamente saudável para todos, mas neste momento delicado de caos que estamos vivendo, a presidente vir a publico diante da nação inteira, em rede nacional apresentar a vinda de médicos cubanos como solução para os graves problemas na saúde publica do Brasil foi a coisa mais antipatriota que eu já vi e ouvi, o que também não justifica a hostilidade que foram recebidos os médicos cubanos, os profissionais daqui como os de lá,  não podem e não devem ser culpados por uma crise que vem se instalando a décadas.  
Talvez se os esquemas de corrupção tivessem sido menores e isso inclui os mensaleiros, não estivéssemos atravessando o caos na saúde publica.   
O partido traiu seus principios e mais uma vez provou que a politica permanece sendo por conveniencia.
A medida que os partidos cresceram,  os politicos de esquerda foram cada vez mais se adaptando ao sistema e os espaços, e o que era esquerda e direita,  passou a ser uma coisa só, e ambos ocupando o mesmo espaço, resultou nisto que vemos nas redes sociais hoje, uma troca de acusações de PT e PSDB disputando o posto do menos corrupto, como se culpar um ou outro por isso ou por aquilo fosse mudar a história que já se passou.
Eu preferia que tivesse sido diferente, mas se era para terminar assim, oPTaria pelo Zé Dirceu, pelo menos era o outor da idéia inical.



Nenhum comentário:

Postar um comentário