TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Digital clock - DWR

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Enviado por: Silvana Fontes - Cidadã de Taubaté

Hoje por volta das 9:00hs da manhã sai no meu portão e vi a seguinte cena; Uma senhora caída na rua e outra tentando re-anima-la.
Rapidamente fui ao encontro das duas para ajudar, perguntei o que havia ocorrido e a moça que já estava ajudando, falou-me que havia encontrado ela caída, desmaiada na rua.
Me propus leva-la ao pronto socorro, outros já correram foram avisar a familia. No caminho do Pronto Socorro perguntei o que estava sentindo, aí começou minha revolta; Ela estava passando mal porque seu remédio de controle de pressão arterial havia  acabado e não tinha mais no posto para repassarem aos cidadãos e ela ainda estava preocupada porque o médico iria xinga-la por não ter tomado o remédio. 
Chorei e ainda estou aqui chorando porque são pessoas simples que escutam um "NÃO TEM" vai para casa e continua com seu problema de saúde tocando a vida, como se mal estar não existisse até que um dia caí pela rua.
Procurei ajuda com pessoas que julguei que poderiam fazer alguma coisa, até ouvir a triste noticia que como o caso dela existem milhares e não se pode fazer nada, pois não se tem remédio.
Aí me doeu mais ainda! As pessoas tem que deixar de ser um indice e passar a serem vistas como cidadãos, eleitores de verdade, pedindo ajuda.
Se é a mãe de alguem importante, que nem vai precisar tanto de ajuda, tem mil portas abertas e pessoas querendo ajudar, agora se é uma pobre que mora em alguma vila da cidade, é  mais um numero a somar a milhares que sofrem com este tipo de problema e não podemos fazer mais nada.
Então pergunto: - Cadê aqueles que deveriam fiscalizar o Prefeito(a) e ao ínves de permitir que se coloque estatuas em parques de ilustres cidadãos que já morreram, e não estão aqui para ver, não vão se emocionar e só vai servir para passaros fazerem suas necessidades, porque não reverterem em medicamento?
Achoque os nobres amigos vereadores poderiam falar ao Sr. Prefeito, vamos comprar os respectivos medicamentos que será mais util que as estatuas e se um sobrar, as coloque, mas se sobrar!
Dona Maria José do Nascimento, foi medicada, quase teve um AVC, voltou para sua vidinha, amanhã ela vai estar recolhendo suas latinhas, mas sem seu remédio, e os pássaros estrão cagando nas figuras ilustres sem que ninguem se quer note que elas estão lá ou de quem é a respectiva estatua.
Quanto vale um ser humano pobre sem conhecimento de seus direitos, a um governo que não enxerga o povo humilde a não ser no dia que querem seu voto?
Já olharam nos olhos destas pessoas e não deu para lembrar que elas acreditaram em você politico, que as transformaram em mais um numero, em que o maximo que se fazem é:
" ANOTAR EM UM PAPEL, PREENCHER UMA FICHA E AÍ DIZER QUE FEZ UM GRANDE TRABALHO"?
Mais que papel e numero, que haja mais ação, que alguem vá ver o que Dona Maria José do Nascimento precisa e não espere ela ter mais um mal estar, que poderá ter consequencias graves.
SILVANA FONTES CIDADÃ DESTA CIDADE DE ESTATUAS (Taubaté), MAS QUE VALORIZA MAIS A VIDA HUMANA
Mail: silvanatctau@hotmail.com

2 comentários:

  1. OBRIGADA DEBORA QUEM SABE CONSEGUIMOS ASSIM ACORDAR ESTE POVO PARA REALIDADE QUE OS GOVERNANTES SAO NOSSOS EMPREGADOS, QUE PAGAMOS BEM DEMAIS PRA DEIXAR ISSO ACONTECER

    ResponderExcluir
  2. O importante é nunca se calar diante de tais situações, e nunca perder a capacidade de indignação, conti conosco sempre

    ResponderExcluir