TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Digital clock - DWR

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Policiais federais ocupam entradas do Complexo do Alemão no Rio

LUIZA SOUTO - folha.com
DO RIO
A situação é aparentemente tranqüila no 16º Batalhão da Polícia Militar do Rio, em Olaria, na manhã desta sexta-feira. Por volta das 7h30, pelo menos cinco carros da Polícia Federal e agentes da Polícia Civil ocupam algumas entradas do Complexo do Alemão, na estrada do Itararé.
Os nove tanques blidados da Marinha estão entre ao 16º Batalhão. Um deles está com problemas. Segundo os Fuzileiros Navais talvez não seja necessário usar os tanques nesta sexta.
A movimentação de pessoas na região é aparentemente normal.
Ontem, imagens da GloboNews mostraram traficantes da Vila Cruzeiro fugindo pela parte alta da favela em direção a uma comunidade vizinha, no Complexo do Alemão.
O Rio de Janeiro já soma 39 mortos em seis dias de ataques criminosos na cidade e início das operações militares. Nesse período, 89 veículos foram incendiados.
Para hoje, a expectativa é de chegada de reforço na segurança com o apoio das Forças Armadas.

ATAQUES
Nas primeiras horas deste sexto dia de ataques, quatro carros foram incendiados. Um dos casos ocorreu na esquina das ruas Farme de Amoedo e Alberto de Campos, em Ipanema, bairro nobre da zona sul, onde bandidos queimaram um Fiat Punto. Policiais militares do 23º Batalhão prenderam dois suspeitos menores de idade que tentavam fugir para o Morro do Cantagalo.
O segundo incêndio desta madrugada aconteceu na rua Iguaperiba, em Brás de Pina (zona norte). Segundo a PM, dois homens fizeram o ataque ao automóvel e conseguiram fugir em seguida.
Por volta da 1h, uma Kombi foi encontrada em chamas em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.
Por volta das 5h, um ônibus da Viação Caprichosa foi incendiado na Presidente Dutra, na pista sentido São Paulo, no km 164, próximo ao Jardim América. Os bombeiros foram para o local controlar o fogo. Em nenhum dos casos há informação de feridos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário