TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Digital clock - DWR

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

toda ação tem uma reação II


Passamos por um período difícil no passado, graças a Deus já muito distante. Agora voltaram os anos de trevas, não consigo entender o que passa na cabeça de algumas pessoas e olha que às vezes passo longas horas pensando seriamente sobre isso.
Analisamos o passado de algumas delas e vemos que tiveram infância difícil, pobre ao extremo, quase miserável, alguns, porem outros nem tanto.
Esses chegam a certa idade com moral elevada, pois tomaram as rédeas de suas vidas e construíram um futuro brilhante. Mas como todos nós, são humanos, portanto dificilmente se contentam com o que tem e querem ainda mais, ou mesmo acham que por terem quase tudo podem fazer mais pelos outros. Aí começa o que para alguns é solução, para outros vira problemão.
Eles se candidatam a algum cargo público, utilizando de base para discurso (quando tem um, pois muitos nem para isto servem e quando se submetem a falar em público o povo sai de perto), suas maravilhosas e exemplares histórias de vida, fato este que sempre caí muito bem, afinal de contas todos, por algum motivo sentimos a necessidade de nos espelhar em algo ou alguém de sucesso para continuar, para seguir em frente com esperança de progresso e futuro melhor . Até este ponto eu acho tudo muito natural.
Até estes cidadãos chegarem a este ponto, eles foram: simpáticos, amigos leais, sempre bem dispostos, agradáveis, bons filhos, bons maridos, ou mesmo boas filhas e boas esposas, sem excessos e sem falsidades, pois afinal de contas nem todos nasceram pensando em ser político eleito um dia, até que esta possibilidade bateu a sua porta e muitas podem ser as razões para convencer este cidadão ou cidadã a abandonar a tranqüilidade de suas vidas para se colocarem a disposição de cuidar da vida alheia.
Vamos pensar em algumas das razões que os levaram até a candidatura:
1 insatisfação; como as situações atuais estão sendo conduzidas pela atual administração, seja ela qual for, independente de ser esta ou não;
2 O sentimento de injustiça; cansados de ver tantos serem lesados por pura ingenuidade resolveram tomar uma atitude;
3 Autoconfiança e auto-estima; Afinal tudo que fizeram até agora vem dando certo, e eles sempre pensam que podem fazer melhor que os outros, o individuo conseguiu tudo que queria até o presente momento, não tem porque não conseguir mais isto;
4 Os outros enchendo a bola da pessoa;  - Vai voce é bom, tem boas idéias, conhece muita gente, eu acho que você vai ser muito votado!; (Tá feita a merda!)
5 O próprio individuo; que tinha algumas duvidas sobre a tal candidatura; conhecimento de leis, graduação suficiente ou mesmo inteligência, passa a amadurecer a idéia na cabeça e começa a se imaginar no respectivo cargo, com o apoio de todos, exigindo e brigando em nome de tudo isso que acabamos de ler;
6 Mas em fim; esta pessoa esta realmente decidida, abraça a causa e embarca para a campanha de fato, o corpo a corpo nas ruas e avenidas, casas, escolas, bares, igrejas, comercio;
A cada reunião, a cada encontro esta pessoa vai se soltando cada vez mais, ficando cada vez mais autoconfiante e passando a gostar tanto da campanha, que não mede esforços, outros não medem gastos, pois esta convencido de que vai se eleger. No mais, eleição é a festa da Democracia, se esquecem de que alguns mentem, outros não.
Até aí já estão todos se sentindo os Reis da Cocada Preta, brigas, só quando desconfiam que uns estão sendo mais beneficiados que outros na campanha. (Isso faz parte! Mas que é um inferno, ah! Isso é!)
Os mais frouxos, tentando acender velas para Deus e para o Diabo; apoiando um candidato e achando que estão fazendo “bonitinho” levando informações de um comitê a outro, como se ninguém nunca fosse descobrir este tipo de atitude. (Principalmente em uma cidade como Campos do Jordão!)
Outros seguindo suas campanhas de maneira séria, honesta e fazendo a sua parte como deve ser feita, pois graças a Deus hoje existem muito mais pessoas honestas que desonestas. (Penso que todo cidadão e cidadã de qualquer cidade deve ser candidato (a) a algum cargo público pelo menos uma vez na vida)
Dia da eleição, todo mundo com o Cú na mão, até o fim da apuração!
Dia seguinte, o que para muitos foi uma vitória, para outros uma decepção, eu particularmente escrevendo aqui, acho que houve um surto coletivo nesta ultima eleição de parte da população de nossa cidade, quando elegeram o Majoritário, mas como vivemos em uma democracia, a maioria falou mais alto.
Dia da posse, todo mundo limpinho, perfumado e nariz empinado.
Até aqui boa parte já se esqueceu para que, foram eleitos e por quem, estão mais focados nas reformas de casas, novas aquisições, como terrenos, casas, carros, roupas, sapatos, perfumes, viagens, visitas a parentes distantes, novos e bons casamentos, novos e bons amores, novas e boas experiências e por aí vai..........
Os três primeiros meses de mandato, uma alegria só, alguns conseguem encaixar famílias inteiras, até mesmo ex-mulheres, outros querem se apossar até mesmo de patrimônio da Prefeitura, até que, descobrem que o povo que os elegeu não esta nada satisfeito com seu desempenho, a qualidade de vida da população, de acordo com o que estamos acompanhando, esta em queda livre, e que apesar de em outras épocas não se manifestarem, o tempo passou e a coisa já não é mais tão simples assim.
A população começa a reclamar os seus direitos, mas alguns intocáveis não ouvem a voz do povo, desaparecem de circulação, pois sentem e sabem que realmente abusaram da boa vontade dos demais e com isso acabam tendo vergonha de se apresentarem em público.
E aí, voltamos ao final da apuração e podemos garantir que, o que para muitos foi uma vitória, começou a virar derrota, começa a virar o pior pesadelo de suas vidas, para muitos até a derrota definitiva. (Eu só joguei 1 voto fora, o do Matos!, meu outro voto foi no JP e ele não faz parte desta baixaria que esta acontecendo)
Um dia, parte da população já extremamente insatisfeita, descobre mais uma taxa: A Taxa do Lixo, que deve ser muito mais importante do que pensamos, pois em um município que o vereador mais votado, pára, parte de sua vida, para tentar se apossar da reciclagem da Prefeitura com a devida permissão da Prefeita, sem licitação ou mesmo nenhum meio legal que justifique; a população explode e sai às ruas da cidade falando em alto e bom tom o quanto estão insatisfeitos.


E você acha que esta história termina aqui?


“Isso indica novo quadro político se formando!”


Aguarde as cenas dos próximos capítulos...................hahahahahaah

Nenhum comentário:

Postar um comentário