TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Digital clock - DWR

quarta-feira, 23 de março de 2011

Desequilibrio Mental ou emocional


Graus de desequilíbrio
A agressão à mente humana, acompanhada do desgoverno e do abandono ao homem interior produz inevitavelmente em todo o ser humano uma seqüência de complicações e danos aos componentes psíquicos. Há também nisso uma gradação, que é a seguinte: desequilíbrio emocional (grau I), desequilíbrio psíquico (grau II) e atrofia psíquica (grau III).

Desequilíbrio emocional (grau I)
A mente do indivíduo trabalha, com as tendências e os sentido e saídas, em direção ao comportamento normal. Nesse caso, o indivíduo trabalha o sistema tricotômico com arquivos e informações das ciências de vida. E, mesmo quando o indivíduo manifesta e apresenta algum distúrbio de comportamento em alguma fase ou em toda a vida, suas referências são parâmetros de normalidade. Os distúrbios de comportamento são mais brandos, pois a mente humana se esforça para manter a situação sob controle.

Desequilíbrio psíquico (grau II)
A mente do indivíduo trabalha com uma mesclagem nas tendências e nos sentido e saídas, ocorrendo uma perturbação na referência entre o que é normal e o que é anormal. Nesse caso, o indivíduo mistura e confunde os parâmetros de normalidade e trabalha o sistema tricotômico com arquivos e informações das ciências de vida e de morte. Os distúrbios de comportamento são mais evidentes, pois a mente humana caminha nas duas direções.

Atrofia psíquica (grau III)
A mente do indivíduo perde a referência, ou seja, a mente trabalha sem qualquer base, direção ou tendência, o que inevitavelmente propicia o surgimento de graves perturbações mentais e variados distúrbios de comportamento. Nesse caso, os distúrbios de comportamento são bem mais acentuados, pois a mente humana fica aprisionada nos labirintos das ciências de morte.
Leia o restante em:
http://portalpsique.wordpress.com/capitulo-6-%E2%80%93-causas-e-efeitos-tentativa-e-erro/

2 comentários: